quarta-feira, novembro 19, 2003

AMOR

"Se falo nele, não é porque
saiba o que ele é, mas porque o amo
e amo-o por isso.
Porque quem ama nunca
sabe o que ama,
nem sabe porque ama,
nem o que é amar...

Amar é a eterna inocência,
e a única inocência é
não pensar..."

Alberto Caeiro.


"Amar é desejar a metade perdida de nós próprios. Mas nunca ninguém há-de encontrar a outra metade de si próprio."

Milan Kundera.


"A cidade está deserta,
e alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! Ora doce!
Para nos lembrar que o amor é uma doença,
quando nele julgamos ver a nossa cura!"

Ornatos Violeta

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home